GUIA PRÁTICO DE ASTROLOGIA

GUIA PRÁTICO DE ASTROLOGIA

GUIA PRÁTICO DE ASTROLOGIA

Entregue-se aos encantos do zodíaco e faça das mensagens dos astros verdadeiras aliadas nas suas decisões! Conheça, a seguir, os princípios essenciais dessa arte e descubra como eles influenciam a sua vida

 

Texto • Redação 


 

Zodíaco, o círculo da vida

A palavra zodíaco vem do grego “zodiakos”, que significa “círculo da vida”. Na astrologia ocidental, o zodíaco é a circunferência primordial que representa a faixa do céu sobre a qual se movem o Sol, a Lua e os planetas em órbita. Essa mesma região é dividida em doze partes iguais, de 30 graus de longitude cada, batizadas conforme a constelação mais próxima (como Áries, Sagitário, Escorpião etc.) e chamadas de signos zodiacais.
 

Mapa astral, um desenho único

O mapa astral de uma pessoa é o desenho exato do zodíaco no instante de seu nascimento, levando em consideração a posição dos astros, signos e casas astrológicas nesse momento. Para chegar ao desenho correto, é preciso fazer alguns cálculos de acordo não só com a data e hora, mas também com o local de nascimento. Em um mapa detalhado, podemos encontrar todas as informações essenciais sobre a personalidade de uma pessoa.

Astros, moradas da alma

O Sol, a Lua e cada um dos planetas do sistema solar também revelam dados importantes para a interpretação de um mapa astrológico. Além de reger os signos e as casas, os astros representam aspectos emocionais e psíquicos do ser humano, indicando como lidamos com eles em nosso dia a dia. Veja, a seguir, a classificação dos astros de acordo com seus principais atributos.
 

Astros

Símbolos

Significados

Sol O espírito, a vontade, o ser, a semente
Lua A alma, as emoções, o útero
Mercúrio A alma não permeia as relações da vontade com a matéria
Vênus O espírito e a vontade sobre a matéria
Marte A matéria conduzida pela vontade
Júpiter A alma e as emoções diretamente sobrepondo-se à matéria
Saturno A matéria sobrepondo-se às emoções
Urano O espírito sobreposto à matéria, tentando equilibrar a alma universal com a individual
Netuno O desabrochar da alma no centro da matéria
Plutão A alma permeando as relações do espírito com a matéria

 

Divisão pela natureza dos astros

Benéficos (Sol, Lua, Vênus e Júpiter) – assim chamados devido à sua natureza, mas podem trazer influências negativas quando mal posicionados.

Maléficos (Marte, Saturno, Urano, Plutão) – assim chamados devido à sua natureza, mas podem trazer influências positivas quando bem posicionados.
 

Divisão por tipos de influência

Pessoais (Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte) – relacionam-se com as ações motivadas pela vontade, emoção e compreensão.

Coletivos (Júpiter e Saturno) – relacionam-se com os limites da personalidade e relacionamentos interpessoais.

Transpessoais, geracionais ou transaturninos (Urano, Netuno e Plutão) –atuam no processo de individualização do ser através de transformações.

Casas astrológicas, aspectos da vida

A função das casas astrológicas, também conhecidas como casas terrestres, é representar os aspectos práticos da vida. Assim como os signos zodiacais, temos doze casas, cada uma delas relacionada a um número, um planeta e um signo. Uma importante diferença, no entanto, é que nem todas têm o mesmo tamanho, variando de acordo com as particularidades de cada mapa astral. Duas casas têm especial importância: a casa I (ascendente) e a casa X (meio-do-céu), que representam, respectivamente, a individualidade e o destino de uma pessoa. Veja, a seguir, a classificação dos astros de acordo com seus principais atributos.
 

Número

Aspectos

Signo

Astro

Casa I Ascendente, personalidade Áries Marte
Casa II Valores, dons, bens materiais Touro Vênus
Casa III Comunicação e socialização Gêmeos Mercúrio
Casa IV Lar, origem e família Câncer Lua
Casa V Criatividade, autoexpressão e lazer Leão Sol
Casa VI Trabalho, rotina e saúde Virgem Mercúrio
Casa VII Relacionamentos e parcerias Libra Vênus
Casa VIII Vida, morte e transformação Escorpião Plutão
Casa IX Estudos, filosofia e religião Sagitário Júpiter
Casa X Meta, objetivos, destino Capricórnio Saturno
Casa XI Amizades, sonhos e projetos Aquário Urano
Casa XII Dificuldades e inconsciente Peixes Netuno

 

Divisão por modalidades

Casas Angulares (I, IV, VII, X) – são as casas mais poderosas, que correspondem aos signos cardinais.

Casas Sucedentes (II, V, VIII, XI) – são casas de força média, que correspondem aos signos fixos.

Casas Cadentes (III, VI, IX, XII) – são casas de pouca força, que correspondem aos signos mutáveis.
 

Divisão pela natureza das casas

Casas Benéficas (I, II, III, V, IX, X) – relacionam-se com experiências agradáveis e enriquecedoras.

Casas Maléficas (IV, VI, VII, VIII, XI,XII) – relacionam-se com experiências difíceis e limitadoras.

Aspectos astrológicos, as ligações entre os planetas

Se você já reparou naquelas linhas azuis e vermelhas que aparecem no centro de um mapa astral, já conhece os aspectos astrológicos. Na análise de um mapa, eles representam as relações entre os astros: as linhas azuis, chamadas de sêxtils e trígonos, indicam relações positivas; já as linhas vermelhas, quadraturas e oposições, sugerem energias em desarmonia. Há ainda um outro aspecto astrológico, conhecido como conjunção, que pode ser representado de diferentes cores e tem natureza variável. A seguir, saiba mais sobre cada um deles.
 

Aspectos

Nomes

Graus

Natureza

Conjunção Variável
Sêxtil 60º Benéfica
Quadratura 90º Maléfica
Trígono 120º Benéfica
Oposição 180º Maléfica

 

Conjunção  quando os planetas estão a uma distância angular entre 0 e 5 graus, temos uma conjunção. Entre astros harmônicos entre si, representa união de energias; entre astros dissonantes, indica desequilíbrio.

Sêxtil – identificado quando os astros estão a uma distância angular de 60 graus. É o aspecto mais produtivo, pois faz com que a pessoal seja direcionada ao significado benéfico dos astros envolvidos.

Quadratura – se dois astros estão a uma distância angular de 90 graus, está formada uma quadratura. Esse é um aspecto maléfico e violento, relacionado com disputas, rupturas, acidentes e dificuldades.

Trígono  uma angulação de 120 graus é considerada a melhor relação entre dois astros, mesmo quando ele ocorre entre planetas de natureza hostil. Promove harmonia, entendimento, facilidades e fluidez nos assuntos envolvidos.

Oposição  astros formando um ângulo de 180 graus estão em oposição. Esse aspecto significa tensão, conflito, confronto, problemas que são sempre perceptíveis ao indivíduo.