MANTRAS DO HINDUÍSMO: SAIBA MAIS!

MANTRAS DO HINDUÍSMO: SAIBA MAIS!

Os sons energéticos são peças-chave na tradição hindu: relaxam a mente, evocam bons presságios e trazem muita paz e tranquilidade para que os entoa. Saiba mais e experimente

 

Texto • Thiago Perin

Fonte: Triada.com.br
 

Na tradição védica, diz-se que o universo é todo constituído por som, e que todo som, audível ou não, vem de uma fonte superior, transcendente, conhecida como “voz suprema”. Todas as vibrações sonoras, portanto, contêm certo grau dessa força divina. Os mantras, por sua vez, são expressões concentradas, que, por terem sido revelados pelas divindades, agem diretamente sobre a consciência humana.

Praticamente todos os rituais hinduístas para atingir a iluminação (“moksha”) incluem mantras, seja para homenagear os deuses ou acalmar a mente, preparando-a para a meditação. O ato de recitar um mantra é conhecido como "japa", que literalmente significa "entoando, sussurrando".

Originalmente, os primeiros mantras foram extraídos dos versos do Rig Veda, o primeiro e mais importante dos livros védicos. Com o tempo, novos sons foram catalogados em escrituras paralelas ou revelados a sábios antigos durante a meditação, adquirindo caráter enraizado no cotidiano dos hindus. O número ideal de repetições varia de acordo com o mantra e também com o praticante, mas, tradicionalmente, entoa-se o som divino 108 vezes.

As palavrinhas podem ter um significado literal – como o Gayatri Mantra, uma estrofe de 24 sílabas dedicada à deusa que leva esse nome – ou então evocar energias positivas por meio da vibração de suas letras – como o monossílabo Om (pronuncia-se "aum"), chamado de "pranava mantra", considerado o som fundamental. Além deles, os Shanti Mantras (em tradução, "os mantras da paz") estão entre os mais populares da tradição.