O PAI DA MEDITAÇÃO TRANSCENDENTAL

O PAI DA MEDITAÇÃO TRANSCENDENTAL

O PAI DA MEDITAÇÃO TRANSCENDENTAL

Conheça a trajetória de Maharishi Mahesh Yogi, o guru que desenvolveu a meditação mais popular do Ocidente

 

Texto • Geisa D’avo 

A década de 60 chegava ao fim quando o nome Maharishi Mahesh Yogi ficou conhecido no Ocidente. A fama avassaladora veio, curiosamente, por causa do rock’n’roll: Maharishi foi o responsável por fazer com que os integrantes da banda mais famosa do mundo deixassem as drogas de lado e buscassem, na meditação, novas experiências e sensações, que substituíssem aquelas geradas pelo uso de substâncias tóxicas. Logo, ele ganhou o apelido de “guru dos Beatles”.

Muito antes disso, no entanto, Maharishi já colecionava seguidores do lado de lá do globo. Nascido em 1911, em Jabalpur, norte da Índia, ele recebeu ensinamentos do mestre indiano Swami Brahmanand Saraswati Maharij (também conhecido por guru Dev) e, a partir dessas lições, desenvolveu a técnica da meditação transcendental, que não demorou em conquistar o Oriente.

 

 

O início da jornada

Com a morte do guru Dev, em 1953, Maharishi começou a trilhar seu próprio caminho. Por dois anos, permaneceu em retiro espiritual nas encostas do Himalaia, onde praticou e aperfeiçou a prática meditativa que seu mentor havia lhe ensinado. Para praticá-la, não era preciso treino ou concentração: bastava que cada indivíduo conhecesse o seu mantra pessoal.

Em 1957, Maharishi fundou o Movimento Mundial de Regeneração Espiritual, que tinha como objetivo divulgar a meditação para as massas, promovendo a realização individual e, consequentemente, estimulando a paz mundial. Em meio à crise de valores pela qual passava a sociedade ocidental, suas idéias foram recebidas como uma solução mais do que bem-vinda por aqueles que desejavam restabelecer o equilíbrio interior. Assim, Maharishi arrebatou seus primeiros adeptos nos Estados Unidos, conquistando também personalidades de peso, como os integrantes dos Beatles, Mike Love (vocalista dos Beach Boys) e a atriz Mia Farrow. 

 

Ciência ou religião?

Nos anos 70, diante da ascensão de sua técnica, que ficou conhecida como meditação transcendental, o guru percebeu que poderia dar um passo à frente, investindo em pesquisas científicas que comprovassem seus benefícios ao organismo. A mudança de estratégia deu certo e, desde então, a meditação começou a ser dissociada de práticas religiosas, tornando-se cada vez mais respeitada – e recomendada – por médicos e cientistas.

Para aqueles que já haviam atingido um grau elevado de iluminação, Maharishi criou ainda o programa MT-Sidhi, que estipulava um conjunto de técnicas que, quando seguidas à risca, poderiam gerar efeitos ainda mais surpreendentes, como aptidão a clarividência, possibilidade de tornar-se invisível e também o vôo ióguico (uma espécie de levitação). Por fim, nesta mesma época, o indiano formulou as Teorias Absolutas, que propunham soluções completas para a elevação da consciência humana.

 

 

A consolidação do método

No fim do século, Maharishi se consagrou como um dos mestres mais completos em termos de pesquisas e avanços no campo de consciência e desenvolvimento pessoal. A integração da medicina homeopática e dos conceitos da ayurveda, levaram-no a estabelecer um programa completo de meditação para o homem moderno.

Embora grande parte de seus ensinamentos tenha sido imensamente questionada e debatida ao longo dos tempos, atualmente, a meditação transcendental permanece como um dos métodos mais praticados em todo o mundo. Enquanto isso, seu fundador mantém-se empenhado em estabelecer Escolas e Universidades Védicas Maharishi nas mais diversas regiões e continentes. 

Os principais benefícios do estilo

Veja, passo a passo, como colocar em prática a meditação de Maharishi

Passo 1. Procure um lugar tranquilo, onde você possa permanecer em silêncio. Pode ser um cômodo da sua casa, dentro do carro ou mesmo do escritório, desde que você se sinta confortável neste local.

Passo 2. Sente-se da maneira que mais lhe agradar e feche os olhos.

Passo 3. Concentre-se em sua respiração. Procure inspirar profundamente e expirar lentamente. 

Passo 4. Repita mentalmente o seu próprio mantra. Caso você não o conheça, a repetição do clássico “Om” também serve.

Passo 5. Não se aborreça caso seus pensamentos o levem para outro foco. Se isso acontecer, procure concentrar-se novamente em sua respiração e no mantra.
 

 

Dica! para obter bons resultados com a Meditação Transcendental, o ideal é praticá-la duas vezes ao dia, durante 20 minutos.

 

Eles praticam... e indicam!


Clint Eastwood (ator)


David Lynch (cineasta)
 


Sting (cantor)


Madonna (cantora)
 


Moraes Moreira (compositor e cantor)

 

Meditação transcendental passo a passo

Principais benefícios da meditação transcendental

• Estímulo ao raciocínio, inteligência, criatividade e percepção

• Alteração da bioquímica interna que promove elevação da felicidade e paz interior

• Redução de sintomas decorrentes do estresse, como insônia, ansiedade, enxaqueca e depressão

• Diminuição de atributos cardiovasculares, como hipertensão, obesidade, tabagismo e nível de Estímulo à capacidade de concentração e repouso

• Melhoria da sincronia cerebral

Fonte: Triada.com.br