O que perguntar ao tarô?

O que perguntar ao tarô?

Trabalho com o tarô partindo do que quero aconteça. Por exemplo, quando vamos perguntar às cartas algo, já temos em mente um desfecho desejado, mesmo que este seja uma decisão a tomar. Então parto do princípio que tudo que quero posso realizar, sobrando ao tarô dar dicas sobre minhas potencialidade e limitações e a ação mais correta para aquele projeto, neste momento. Então a pergunta fica assim: Como estou, o que eu preciso fazer e o que não é útil fazer agora para chegar num determinado lugar (decisão,namoro, trabalho próspero, relação harmoniosa com a família,etc.) 
Desse modo jogamos a força de volta para nós e criamos autonomia. Não precisamos descobrir o que vai acontecer, porque já sabemos! O que vai acontecer é chegar a nosso “destino”, só falta saber o melhor caminho, agora. 
Outra coisa é focar em cada área e a cada momento, pois cada estágio do caminho uma estratégia pode ser mais adequada que outra. Portanto ao avançarmos podemos ir fazendo consultas para uma re-avaliação de nossas forças e ações.
Acho que o uso do tarô dessa forma é mais útil, pois nos leva a autoconfiança sadia e a sensação de capacidade de realizar nossos projetos sem precisar descobrir o futuro. De quebra você ainda leva mais auto conhecimento. No final de uma jornada você sai sabendo melhor o que é bom e o que não é para você!
Namastê!


Fonte:http://multiplasrealidades.blogspot.com 

Autor:     Nanda Botelho