PRECES PARA UM LAR, DOCE LAR

PRECES PARA UM LAR, DOCE LAR

PRECES PARA UM LAR, DOCE LAR

Encher a casa de boas vibrações, estimular a harmonia entre os familiares e, é claro, o avanço no entendimento da doutrina espírita: saiba porque e como realizar o Evangelho no Lar

 

Texto • Geisa D’avo
 

“Onde quer que se encontrem duas ou três pessoas reunidas em meu nome, eu com elas estarei” (Mateus, 18:20).As conhecidas palavras de Jesus Cristo levantam uma questão pertinente: se não precisamos de locais específicos, multidões inflamadas ou sacerdotes experientes, haveria lugar mais propício para iniciar o cultivo de uma doutrina religiosa do que dentro do nosso próprio lar? Segundo o espiritismo, a resposta é que o exercício da fé pode ser realizado a qualquer hora e em qualquer lugar – ainda assim, dar o primeiro passo em nossa casa é, mais do que saudável, essencial.

“Toda vez que se ora num lar, prepara-se a melhoria do ambiente doméstico. (...) O lar que cultiva a prece transforma-se em fortaleza”, ensina o espírito André Luiz, no livro Os mensageiros (FEB, 1944), psicografado por Chico Xavier. Colocar em ação o chamado Evangelho no Lar é, portanto, uma medida tão simples quanto valiosa, que atrai energias positivas, contribui para uma relação familiar harmoniosa e, ainda, ajuda a compreender com clareza as lições da doutrina espírita.
 

Como fazer?

Na prática, podemos definir o Evangelho no Lar como uma reunião familiar com o objetivo de estudar os ensinamentos de Jesus Cristo e Allan Kardec para melhor vivenciá-los no dia a dia. Ele deve ser realizado, de preferência, uma vez por semana, sempre no mesmo dia e horário. O indicado é iniciar com uma prece, realizar a leitura de um trecho do O evangelho segundo o espiritismo em seguida, abrir espaço para que todos os presentes comentem as mensagens recebidas, dedicar alguns minutos à vibração conjunta em direção a bons espíritos e, por fim, concluir com uma prece de agradecimento.

Não há tempo mínimo ou máximo para as reuniões. O importante é que cada componente do lar participe com o desejo sincero de limpeza espiritual e aprendizagem, e nunca encarando a tarefa como uma obrigação. Amigos podem comparecer, desde que estejam na mesma sintonia da família. As crianças também são bem-vindas e podem, inclusive, interpretar e comentar as lições do Evangelho de acordo com suas experiências na escola ou em casa.
 

Grandes mudanças

 

“Embora seja importante a troca de experiências realizada em um centro espírita, devo confessar que passei a sentir grandes mudanças no meu cotidiano quando comecei a realizar o Evangelho no Lar”, afirma a dona de casa paulista Maria Padilha dos Santos, que realiza reuniões em sua casa há quase dez anos. “Desde o início incentivei a participação de todos, até mesmo das crianças mais novas, e tenho certeza de que isso ajudou a estreitar nossas relações afetivas e manter a comunhão familiar. Sem dúvida, aconselho a todos que façam o mesmo”, completa Maria.

 

O Evangelho no Lar, passo a passo

Confira um roteiro elaborado a partir de sugestões do Instituto André Luiz para realizar uma reunião proveitosa em sua casa.
 

• Escolha um aposento silencioso e agradável.

• Se todos concordarem, música instrumental, em volume baixo, pode servir como trilha sonora.

• Coloque uma jarra com água sobre a mesa, para fluidificação. 

• Faça uma prece de abertura, pronta ou espontânea: o importante é que suas palavras toquem profundamente o sentimento de união familiar. 

• Após uma leitura breve de O evangelho segundo o espiritismo, vale comentar o trecho lido. No início, poderá existir certa timidez, mas, com o passar do tempo, os comentários surgirão espontaneamente.

• Todos os integrantes podem tecer comentários, naturalmente, mesmo que estes levem a assuntos pessoais e desde que sejam pertinentes ao tema em foco. 

• Faça uma prece de encerramento pedindo, por exemplo, paz, harmonia, saúde e felicidade. Se desejar, rogue também pelos doentes, desamparados e infelizes da Terra. Por último, peça a bênção de Deus para os familiares desencarnados.

• É completamente desaconselhável qualquer manifestação mediúnica durante o Evangelho no Lar.

• Sirva, após a prece de encerramento, a água fluidificada. 
 

 

Vale a pena lembrar!

O Evangelho no Lar deve ser, antes de tudo, uma reunião de espíritos fraternos (estejam eles encarnados ou não), em torno de um objetivo comum: iluminar seus caminhos por meio da oração, da elevação de pensamentos e do diálogo sincero. Em sua essência, esse encontro deve seguir o conceito de simplicidade ensinado pela doutrina espírita e, por isso, não deve ter uma atmosfera ritualística ou solene. Procure não utilizar palavras e gestos decorados, mas sim manifestações espontâneas.

 

Leituras indicadas

O evangelho segundo o espiritismo
Allan Kardec
528 páginas; FEB Editora
www.feblivraria.com.br

Um dos cinco livros que constituem os preceitos do espiritismo, traz indagações respondidas por espíritos de luz sobre vida, morte, amor e os ensinamentos morais de Jesus Cristo.
 

Os mensageiros
Francisco Cândido Xavier – ditado pelo espírito André Luiz
320 páginas; FEB Editora
www.feblivraria.com.br

A obra relata a experiência de diversos espíritos em busca do aprimoramento pessoal, abordando temas como o Evangelho no Lar, a mediunidade, a reencarnação e a vida no plano espiritual.

Fonte: Triada.com.br