Umbanda Prece ao Pai Benedito

Umbanda Prece ao Pai Benedito

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo, louvado seja o Pai Nosso, Criador do Céu e da Terra. Saravá, grande chefe, Pai Benedito.

Agô, meu Pai. Agô para dirigir-vos esta prece, em nome dos vosso filhos de fé que vêm suplicar vossa proteção na graça de Zambi. No pegi de nossa fé, ajoelham-nos contritos, implorando maleme para nossos erros


Vós, que tanto sofrestes e nos deixastes o exemplo de vossa fé, de vossa coragem, vós que tivestes o vosso corpo açoitado e derramastes o vosso sangue pela salvação de vossos irmãos e destes a vossa vida em troca de nossa liberdade, vós que tendes o Dom de aplacar a ira dos odiosos e as angústias dos sofredores, vós que tendes o poder de amparar os fracos, vós que sois a glória de nossa glória, protegei-me agora e sempre contra nossos inimigos com a força que emana de Oxalá.


Protegei-me contra a inveja, contra a calúnia, contra as perseguições, contra o despeito e contra os espíritos obsessores que tentam perturbar o nosso bem-estar.


Dai-nos perdão para as nossas faltas. Suplicamos a vossa proteção porque sois a luta que ilumina os nossos passos; suplicamos o vosso amparo porque sois um discípulo de Jesus Cristo; suplicamos a vossa indulgência porque sois um enviado de Obatalá.


A vós, Pai Benedito de Aruanda, endereçamos esta prece, esperançosos de receber de vós e de vossas luminosas falanges, o conforto para o nosso espírito, o alívio para os nossos sofrimentos e o auxílio que tanto necessitamos para cumprir a nossa missão na Terra.


Dai-nos forças para resistir às vicissitudes e os dissabores. Dai-nos coragem, dai-nos convicção para que possamos enfrentar e vencer as nossas dificuldades. Dai-nos luz, para não nos perdermos nas trevas do pecado, da ambição, da soberba e da avareza.


Humildes servos de vossa Seara, suplicamos a vós, Pai Benedito de Aruanda: dai-nos forças para continuar a jornada de pensamentos, para que não sejamos atraídos para os caminhos escuros do egoísmo. Esclarecei a nossa mente para compreendermos, em toda a plenitude, nossos deveres para com a nossa crença. Afastai do nosso pensamento as tentações que nos atraem para o mal, com ilusões passageiras que poderão causar a nossa própria ruína.

Dai-nos compreensão, dai-nos calma e serenidade para que saibamos viver entre os nossos irmãos, premiando os bons e perdoando os maus. Dai-nos forças para ajudar os fracos e consolar os angustiados. Dai-nos bondade para que possamos distribuí-las entre os nossos irmãos sofredores.

Prometemos cumprir os vossos preceitos e seguir os vossos passos sem temer as pedras e os espinhos... 
Prometemos venerar e respeitar os nossos semelhantes, os nossos pais e os nossos irmãos, amar e amparar os nossos filhos. Na graça de Zambi, na graça de Oxalá, na graça de Deus e na graça de seu filho Jesus, saravamos a vós, Pai Benedito, que assim seja.

Axé!