YOGA NO WII FIT: SERÁ QUE VALE A PENA?

YOGA NO WII FIT: SERÁ QUE VALE A PENA?

YOGA NO WII FIT: SERÁ QUE VALE A PENA?

O jogo da Nintendo mede o seu índice de gordura corporal, incentiva a queimar calorias e vai além: ensina asanas, com direto a avaliação de performance e pontuação no final do treino. Saiba mais e veja como é esse game

 

Texto • Geisa D'avo
 

Yoga num videogame? A novidade certamente deixou muitos praticantes de cabelos em pé, mas a verdade é que o Wii Fit – o jogo da Nintendo que inovou ao utilizar, em vez do tradicional joystick, sensores de movimento que permitem controlar o boneco da tela com seu próprio corpo (se você pula, seu eu virtual também pula) – vem ganhando popularidade e incentivando muita gente com fama de sedentária a entrar em contato com o lado físico da filosofia yogue.

Lançado em 2008, o jogo se baseia nos movimentos do praticante em cima de uma plataforma chamada de Balance Board, da pressão dos pés ao balançar dos braços. Sobre ela, a pessoa segue as instruções de um “professor virtual” e o acompanha em uma série de asanas – se o posicionamento for correto, ganha pontos. No começo do jogo, apenas quatro posturas estão disponíveis, mas conforme você acumula tempo de prática, vai ganhando acesso a outras, totalizando 15, em diferentes níveis de dificuldade.
 

O mat usado durante o jogo e exemplos de como o usuário faz os asanas (Foto: divulgação)
 

Tradição em novo formato

Apesar de receber duras críticas de professores de yoga por inserir um caráter de competição no yoga, o Wii Fit se mostra uma boa opção para os iniciantes na prática, como o microempresário Flávio Pellini. Ele conta que durante toda a adolescência costumava trocar os passeios com os amigos, descartar namoros e até pular refeições para se dedicar ao seu grande hobby: jogar videogame. “Sempre fui sedentário, mas reconheço que o videogame me deixava ainda mais parado. Tanto é que ganhei alguns quilos nesse tempo todo”, conta ele, que adquiriu o Wii Fit no começo deste ano.

E aí os hábitos do rapaz começaram a mudar. “Não gosto de academias e não tenho muita paciência para praticar atividades físicas. Com o Wii Fit, ficou mais fácil ter esse primeiro contato com o yoga, e agora estou aprendendo aos poucos. Conforme melhoro, mudo de nível e realizo posturas mais complexas”, explica.

É claro que o game não contempla todos os conceitos, posturas e exercícios do yoga original. Além disso, a abordagem apresentada pela Nintendo é puramente física e não inclui o aspecto filosófico e comportamental da técnica – além de asanas, apenas alguns exercícios respiratórios estão incluídos. Por isso, evidentemente, o aparelho não substitui as aulas com um instrutor real e nem pode ser encarado como único meio de manter o corpo e a saúde em dia. O primeiro empurrãozinho, no entanto, o jogo é capaz de dar. “Sei que ficar só no videogame não é o ideal, mas é o primeiro passo. Nunca tinha pensado em praticar yoga, mas agora já sinto vontade de praticar no mundo real”, finaliza Pellini.

Fonte: Triada.com.br